Translate

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Arcano da semana: O Imperador

 O Imperador é definido numa palavra: Determinação, que se acompanha da Coragem e da Liderança, esse arcano é útil para assumir as rédeas de uma situação e direcionar ela pela vontade.
 Servir comandando e comandar servindo é o lema da liderança, assim como da verdadeira autoridade que se estabelece pela confiança, capacidade de fazer e inspirar as pessoas.
 Mentalize a seguinte situação: algo que você precisa fazer e vacila em tomar atitude, veja essa situação como um todo, no geral e sinta as alternativas para lidar com ela, veja os detalhes da sua ação e crie um plano de ação num objetivo focado.
 Pronto, agora é administrar a situação e exercer sua autoridade, sem massacrar as pessoas, autoritarismo gera oposição e ele só é permitido numa situação de desequilíbrio total ou quebra de limites, seja sempre em toda ocasião, ecologia.
 Na Bíblia, esse arcano é citado na passagem, (2Sm 5, 1 - 5), conforme estudos do nosso querido irmão frater Goya:
"Então todas as tribos de Israel vieram ter com Davi em Hebron e disseram: “Vê! Nós somos dos teus
ossos e da tua carne. Já antes, quando Saul reinava sobre nós, eras tu que saías e entravas com Israel, e Iahweh te disse: És tu que apascentarás o meu povo Israel e és tu quem serás o chefe de Israel.”
Todos os anciãos de Israel vieram, pois, até o rei, em Hebron, e o rei Davi  concluiu com eles um pacto em Hebron, na presença de Iahweh, e eles ungiram Davi como rei em Israel.
Tinha Davi trinta anos quando começou a reinar e reinou durante quarenta anos.
Em Hebron, ele reinou sete anos e seis meses sobre Judá; em Jerusalém, reinou trinta e três anos sobre todo o Israel e sobre Judá."
 Boa semana!

domingo, 16 de outubro de 2016

Arcano da semana: A Estrela

 Esperança, o grande significado desse arcano, a Estrela, é a essência pessoal colocada em tudo que se faz e que abre caminhos.
 Ela é o planejamento de uma situação que se cumpre, pelo poder da fé, da crença, de acreditar que é possível realizar o sonho.
 A Estrela é tudo de melhor que pode acontecer pela esperança e por um planejamento com intuição, quando ela sai num jogo, significa que é necessário acreditar para uma situação rolar, ter fé para abrir caminhos, colocando sua energia especial. É aqui que é necessário colocar essa carta numa situação de abrir um caminho novo, trazendo melhores dias pela frente e pelo futuro.
 Na Bíblia ela é mencionada pelo nosso querido frater Goya, na obra Tarot o Templo Vivente: Daniel 13, 1-64, ver também a Estrela de Belém:

"1 Havia um homem que morava em Babilônia, chamado Joaquim. 2 Ele tinha desposado um mulher chamada Susana, filha de Helcias, muito bela e temente ao Senhor. 3 Seus pais também eram justos e haviam educado a filha na Lei de Moisés. 4 Joaquim era muito rico e possuía um jardim contíguo à sua casa. A ele acorriam os judeus, porque era o mais ilustre deles todos. 5 Naquele ano haviam sido designados como juízes
dois anciãos do povo, a respeito dos quais falou o Senhor: “A iniqüidade saiu de Babilônia, dos anciãos, que só aparentemente guiavam o povo.” 6 Esses dois freqüentavam a casa de Joaquim, e todos os que tinham alguma questão a julgar vinham a eles. 7 E acontecia que, ao retirar-se o povo pelo meio-dia, Susana costumava entrar para um passeio no jardim do seu esposo. 8 Os dois anciãos, que a observavam diariamente enquanto ela entrava e passeava, puseram-se a desejá-la. 9 Perverteram assim a sua mente e desviaram seus próprios olhos, de modo a não olharem para o Céu e não se lembrarem dos seus justos julgamentos. 10 Ambos ardiam de paixão por causa dela, mas não comunicavam um ao outro o seu tormento. 11 Eles sentiam vergonha de revelar a própria paixão, isto é, o fato de quererem juntar-se com ela. 12 Mas diariamente se escondiam, com avidez, procurando vê-la. 13 Certa feita, disseram um ao outro: “Vamos para casa, pois é hora do almoço”. De fato, saindo separaram-se. 14 Mas, tendo ambos retrocedido, encontraram -se no mesmo lugar e, perguntando um ao outro o motivo, confessaram a própria paixão. Então, de comum acordo, combinaram o momento em que poderiam encontrá-la sozinha. 15 E sucedeu que, enquanto esperavam um dia favorável, ela entrou, certa vez, como fizera nos dias anteriores, acompanhada apenas de duas meninas. E pensou em tomar banho no jardim, porque fazia calor. 16 Não havia ninguém ali, exceto os dois anciãos que, escondidos a espreitavam. 17 Ela disse então às meninas: “Trazei-me óleo e bálsamo, e fechai a porta do jardim, porque vou banhar-me”. 18 Elas fizeram como
lhes fora dito: fecharam cuidadosamente as portas do jardim e saíram por uma porta lateral a fim de buscar o que lhes fora ordenado. E não perceberam a presença dos anciãos, que se achavam escondidos.
19 Apenas saíram as meninas, levantaram-se os dois anciãos e correram para ela, 20 dizendo: “As portas
do jardim estão fechadas, ninguém nos vê, e nós te desejamos. Por isso, consente conosco e junta-se a nós!
21 Se recusares, testemunharemos contra ti que um moço esteve contigo, e que foi por isso que afastasse de ti as meninas”. 22 Susana gemeu, dizendo: “Estou cercada por todos os lados: Se eu fizer isso, aguarda-me a morte; e se eu não o fizer, não escaparei de vossas mãos. 23 Mas é melhor para mim, não o tendo feito, cair em vossas mãos, do que pecar diante do Senhor”. 24 Gritou então Susana em alta voz, mas os dois anciãos gritaram contra ela, 25 enquanto um deles corria para abrir as portas do jardim. 26 Ao ouvirem a gritaria no jardim, os familiares precipitaram-se pela porta lateral para ver o que acontecera com ela. 27 Quando, porém, os anciãos deram a sua versão dos fatos, os empregados, sentiram-se profundamente envergonhados, porque jamais se dissera algo semelhante a respeito de Susana.
28 No dia seguinte, ao reunir-se o povo na casa de Joaquim, seu marido, vieram também os dois anciãos,
cheios de iníquo propósito contra Susana, pretendendo condená-la à morte. 29 E assim falaram, diante do povo: “Mandai chamar Susana, filha de Helcias, a que é mulher de Joaquim”. Chamaram-na, pois, 30 e ela compareceu.
Vieram também seus pais, seus filhos e todos os seus parentes. 31 Ora, Susana era muito delicada e bela de
rosto. 32 Como estivesse velada, aqueles malvados ordenaram que lhe retirassem o véu, a fim de poderem
fartar-se da sua beleza. 33 Entretanto, choravam os que estavam com ela e todos os que a viam. 34 Então,
levantando-se no meio do povo, os dois anciãos impuseram -lhe as mãos sobre a cabeça. 35 Ela, chorando, olhava para o céu, porque o seu coração tinha confiança no Senhor. 36 Falaram então os anciãos: “Enquanto passeávamos sozinhos no jardim, esta mulher entrou com duas servas. Depois, fechou as portas do jardim e despediu as servas. 37 Nesse momento aproximou-se dela um jovem, que estava oculto, o qual deitou-se com ela. 38 Nós, que estávamos em um canto do jardim, ao vermos a iniqüidade, corremos sobre eles, 39 chegando a vê-los juntos. Quanto a ele, não conseguimos agarrá-lo porque era mais forte do que nós e, tendo aberto as portas, saltou para fora. 40 A ela, porém, agarramos e perguntamos quem era o jovem, 41 mas não quis dizê-lo para nós. Disto somos testemunhas”.
A assembléia creu neles, pois eram anciãos do povo e juízes. E julgaram-na ré de morte. 42 Susana
clamou então em alta voz, dizendo: “Ó Deus eterno, que conheces as coisas ocultas, que sabes todas as coisas antes de sua origem, 43 tu sabes que é falso o testemunho que levantaram contra mim. Eis, pois, que vou morrer, não tendo feito nada do que estes maldosamente inventaram a meu respeito”.
44 E o senhor escutou a sua voz. 45 Enquanto a levavam para fora, a fim de ser executada, suscitou Deus
o espírito santo de um jovem adolescente, chamado Daniel, 46 o qual clamou em alta voz: “Eu sou inocente do sangue desta mulher!” 47 Voltou-se então todo o povo para ele, dizendo: “Que palavra é esta, que acabas de proferir?” 48 E ele, de pé no meio deles, respondeu: “Tão insensatos sois vós, ó filhos de Israel? Sem julgamento e sem conhecimento claro vós condenastes uma filha de Israel? 49 Voltai ao lugar do julgamento, pois é falso o testemunho que esses homens levantaram contra ela”.
50E  o povo todo voltou, apressadamente. E os outros anciãos lhe disseram: “Senta-te no meio de nós e
expõe-nos o teu pensamento, pois Deus te deu o que é próprio da ancianidade”. 51 Disse-lhes então Daniel:
“Separai-os bastante um do outro, e eu os julgarei”. 52 Tendo sido separados um do outro, chamou o primeiro deles e disse-lhe: “Ó tu que envelheceste no mal! Agora aparecem os teus pecados, que cometeste no passado:
53 fazendo julgamentos injustos, condenavas os inocentes e absolvia os culpados, apesar de o Senhor dizer: ‘Tu não farás morrer o inocente e o justo. 54 Agora, pois, se é que a viste, dize-nos debaixo de qual árvore os viste entretendo-se juntos”. E ele respondeu: “Debaixo de um lentisco”. 55 Retrucou-lhe Daniel: “Mentiste perfeitamente, contra tua própria cabeça! Pois o anjo de Deus, já tendo recebido a sentença da parte de Deus, te rachará pelo meio”. 56 Mandando sair este, ordenou que trouxessem o outro. E disse-lhe: “Raça de Canaã e não de Judá,a beleza te extraviou e o desejo perverteu teu coração. 57 Assim procedíeis com as filhas de Israel, e elas, por medo, se entretinham convosco. Mas uma filha de Judá não se submeteu à vossa iniqüidade.
58 Agora, pois, dize-me debaixo de que árvore os surpreendeste entretendo-se juntos.” E ele respondeu:
“Debaixo de um carvalho”. 59 Retrucou-lhe Daniel:”Mentiste perfeitamente tu, tu também contra a tua própria cabeça. Pois o anjo de Deus está esperando, com a espada na mão, para te cortar pelo meio, a fim de acabar convosco.”
60 Então a assembléia inteira prorrompeu num clamor em alta voz, bendizendo ao Deus que salva os que
nele esperam. 61 E levantaram-se contra os dois anciãos porque Daniel, por sua própria boca, os havia
convencido de falso testemunho. E fizeram com eles da maneira como haviam maquinado perversamente contra o próximo, 62 agindo segundo a Lei de Moisés. Mataram-nos, portanto, e assim foi poupado o sangue inocente, naquele dia. 63 Então Helcias e sua mulher elevaram um hino a Deus por causa de sua filha Susana, com Joaquim seu marido e todos os seus parentes, porque nada de torpe havia sido encontrado nela.
64 Quanto a Daniel, desse dia em diante tornou grande aos olhos do povo."

 Experimentem meditar nesse arcano da seguinte forma imaginem a energia pessoal de vocês colocada para fora, abrindo o caminho para um sonho ou objetivo, sinta essa realidade e acredite nela, deixe sua energia rolar sem medo e imagine quem e o quê faz parte desse sonho.
Usar a inteligência emocional e a capacidade de sonhar é diferencial, deixando a sorte brilhar em seu benefício.
 Boa semana a todos!

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Arcano da semana: A Sacerdotisa

 Esse arcano representa a voz do silêncio, da intuição e do feminino. A sacerdotisa ou prostituta, duas numa só, retiradas em seu prazer ou mistério.
 É a chave para o eu superior ou alter-ego, o que em magia, é chamado de sagrado anjo guardião (SAG), a mente vazia que se conecta diretamente na tomada cósmica do universo, fazendo dois serem um só.
 O mistério ou a sabedoria, ocultos numa ação, cujo resultado mostra evolução, o mistério da mulher, o doce feminino, sagrado e exaltado no profano...
 Na Bíblia, pelo trabalho do nosso querido frater Goya, encontramos a referência dela em (I Sm 28, 3-25):
 3 Samuel tinha morrido, e todo o Israel o tinha lamentado, e o sepultaram em Ramá, sua cidade. Saul havia expulsado da terra os necromantes e os adivinhos.
4 Entretanto, os filisteus se congregaram e vieram acampar em Sunam, Saul reuniu todo o Israel e acamparam em Gelboé.
5 Quando Saul viu o exército dos filisteus acampado, encheu- se de medo e o seu coração se perturbou.
6 Saul consultou a Iahweh, mas Iahweh não lhe respondeu, nem por sonho, nem pela sorte,
nem pelos profetas.
7 Saul disse então aos seus servos: “Buscai -me uma necromante para que eu lhe fale e a
consulte.” E os servos lhe responderam: “Há uma em Endor.”
8 Então Saul disfarçou-se, vestiu outra roupa e, de noite, acompanhado de dois homens, foi ter com a
mulher, e lhe disse: “Peço-te que me digas o futuro, chamando para mim quem eu te disser.”
9 A mulher, porém, lhe respondeu: “Tu bem sabes o que fez Saul, expulsando do país os necromantes e adivinhos. Por que me armas uma cilada para que eu seja morta?”
10 Então Saul jurou -lhe por Iahweh, dizendo: “Tão certo como Iahweh vive, nenhum mal te acontecerá por causa disso.”
11 Disse a mulher: “A quem chamarei para ti?” Ele respondeu: “ Chama a Samuel.”
12 Então a mulher viu Samuel e, soltando um grito medonho, disse a Saul: “Por que me enganaste? Tu és
Saul!”
13 Disse-lhe o rei: “Não temas! Mas o que vês?” E a mulher respondeu a Saul: “Vejo um espectro que
sobe da terra”.
14 Saul indagou:  “Qual é a sua aparência?” A mulher respondeu: “É um velho que está subindo;
veste um manto.” Então Saul viu que era Samuel e, inclinando -se com o rosto no chão, prostrou -se.
15 Samuel disse a Saul: “Por que perturbas o meu descanso chamando-me?” Saul respondeu: “É que
estou em grande angústia. Os filisteus guerreiam contra mim, Deus se afastou de mim, não me responde mais, nem pelos profetas nem por sonhos. Então vim te chamar para que me digas o que tenho de fazer.”
16 Respondeu Samuel: “Por que me consultas, se Iahweh se afastou de ti e se tornou teu adversário?
17 Iahweh fez contigo o que tinha dito por meu intermédio: tirou das tuas mãos a realeza e a entregou a Davi,
18 porque não obedeceste a Iahweh e não executaste o ardor de tua ira contra Amalec. Foi por isso que Iahweh te tratou hoje assim.
19 Como conseqüência, Iahweh entregará, juntamente contigo, o teu povo Israel nas mãos dos
filisteus. Amanhã, tu e os teus filhos estareis comigo; e o acampamento de Israel nas mãos dos filisteus.”
20 Imediatamente,  Saul caiu estendido no chão, terrificado pelas palavras de Samuel e também
enfraquecido por não se ter alimentado todo o dia e toda a noite.
21 A mulher aproximou- se de Saul e, vendo-o tão perturbado, disse -lhe: “A tua serva te obedeceu; arriscando a minha vida, obedeci às ordens que me deste.
22 Agora, eu te suplico, ouve também as palavras de tua serva: deixa-me servir-te um pedaço de pão, come e recupera as tuas forças antes de voltares.”
23 Ele, porém, se recusou: “Não comerei”, disse. Mas os seus servos
instaram com ele, bem como a mulher, e ele cedeu; levantou-se do chão e assentou-se no leito.
24 A mulher tinha uma novilha cevada. Rapidamente a abateu, tomou farinha, amassou-a e cozinhou uns pães sem fermento.
25 Serviu a Saul e aos que estavam com ele. Eles comeram e depois se levantaram e partiram naquela mesma noite.
 Tirar esse arcano num jogo representa conhecer a si mesmo, usar a sabedoria e intuição pra sentir uma situação, esperar e aguardar atentamente uma circunstância. Saber segredos de mulheres que confessam em particular, assim como segredos que se confessam...
 Use esse arcano pra melhorar sua conexão cósmica e permita fazer uma realidade mágica através da conexão que você sente. Reflita seus valores, suas aspirações e objetivos, tudo deve conter algo melhor e evoluir dentro de uma ecologia. Boa semana!

domingo, 2 de outubro de 2016

Arcano da semana: Os Apaixonados

 Essa carta pode representar a escolha e a entrega feita por amor, ou a dúvida e hesitação de se seguir avante, pode ser o momento de se escolher o razoável ou o tentador.
 Quando essa carta sai num jogo, indica a indecisão perante uma questão, que pede reflexão e sentir melhor a situação e depois tomar o caminho, a decisão certa.
 O amor também pode ser apresentado nessa carta, que pede escolhas e deixar para trás algumas coisas ao assumir uma relação, representa também o fascínio da beleza e atração dos contrários unidos pelo destino.
 Faça a seguinte mentalização, veja o que é sua dúvida, veja o que o amor pede de você e procure sentir o que de fato sensibiliza, atrai você e confie no que sua intuição diz, tome esse caminho e permita realizar com confiança a escolha da sua alma!
 Na Bíblia, pela interpretação do nosso irmão frater Goya, é citada em (Gn 21, 1 -21):

1 Iahweh visitou Sara, como dissera, e fez por ela como prometera.
2 Sara concebeu e deu à luz um filho a Abraão j á velho, no tempo que Deus tinha marcado.
3 Ao filho que lhe nasceu, gerado por Sara, Abraão deu o
nome de Isaac.
4 Abraão circuncidou seu filho Isaac, quando ele completou oito dias, como Deus lhe ordenara.
5 Abraão tinha cem anos quando lhe nasceu seu filho Isaac.
6 E disse Sara: “Deus me deu motivo de riso, todos os que souberem rirão comigo.”
7 Ela disse também: “Quem teria dito a Abraão que Sara amamentaria filhos! Pois lhe dei um filho na sua velhice.”
8 A criança cresceu e foi desmamada, e Abraão deu uma grande festa no dia em que Isaac foi desmamado.
9 Ora, Sara percebeu o filho nascido a Abraão, da egípcia Agar, que brincava com seu filho Isaac,
10 e disse a Abraão: “Expulsa esta serva e seu filho, para que o filho desta serva não seja herdeiro com meu filho Isaac.”
11 Esta palavra acerca de seu filho, desagradou muito a Abraão,
12 mas Deus lhe disse: “Não te lastimes por causa da criança de tua serva: tudo o que Sara te pedir, concede-o, porque é por Isaac que uma descendência perpetuará o teu nome,
13 mas do filho da serva eu farei também uma grande nação, pois ele é de tua raça.”
14 Abraão levantou -se cedo, tomou pão e um odre de água que deu a Agar; colocou -lhe a criança sobre os ombros e depois a mandou embora.
Ela saiu andando errante no deserto de Bersabéia.
15 Quando acabou a água do odre, ela colocou a criança debaixo de um arbusto
16 e foi sentar-se defronte, à distância de um tiro de arco. Dizia consigo mesma:
“Não quero ver morrer a criança!” Sentou -se defronte e se pôs a gritar e chorar.
17 Deus ouviu os gritos da criança e o Anjo de Deus, do céu, chamou Agar, dizendo: “Que tens, Agar?
Não temas, pois Deus ouviu os gritos da criança, do lugar onde ele está.
18 Erge -te! Levanta a criança, segura- a
firmemente, porque eu farei dela uma grande nação.”
19 Deus abriu os olhos de Agar e ela enxergou um poço. Foi encher o odre e deu de beber ao menino.
20 Deus esteve com ele; ele cresceu e residiu no deserto, e tornou-se um flecheiro.
21 Ele morou no deserto de Farã e sua mãe lhe escolheu uma mulher da terra do Egito .

 Deixe que o amor encaminhe você, aceite seu destino e procure fazer o melhor pela sua escolha, sustente-a e faça te transformar num ser humano melhor! Boa semana!