Translate

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

O Recipiendário, poesia do nosso amigo Alan Sharion

Trancado na solidão
e tendo posse dos quatro instrumentos
ele só pensa na criação
e no uso dos tais elementos

A baqueta representa sua centelha divina
A taça os amores e tal
A moeda prosperidade na vida
A espada sua vontade final

Ele vê dois caminhos a seguir
o do bem e o do mal
ele sabe que sem os dois não pode progredir
qual seu coração escolheu afinal?

Sua sabedoria e imaginação
o tornou mensageiro dos deuses
voando com seu coração
nas asas de Hermes

Entre duas serpentes
reside seu maior poder
tudo para deixar outros contentes
e realizar seu próprio ser...

Alan Sharion 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.