Translate

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Contradição

 Posso ser uma contradição, mas eu não tenho medo de dar a mão a Deus e ao Diabo para dizer que eu te amo e estou do seu lado.
 Vivi como um pária, sem alma, sem destino, sem amor, até descobrir você, descobrir seu jeito, descobrir seu sentimento.
 Por mais que me esforçasse em fugir, você estava lá de pé, desafiando minha alma, estava lá pra enxugar minhas lágrimas e me ensinar a caminhar e graças a você pude ser uma peça que faz parte de um todo.
 Com seu jeito e sua risada, mesmo me dizendo que odiava cada coisa em mim, você desejava meus pensamentos, meu sorriso, você queria minha alma e a totalidade de meus sentimentos, sem cor, mas com o calor da plenitude.
 Talvez na minha solidão tinha fechado meu coração, pro novo e pra vida, mas você me mostrou que poderia vencer o escuro da minha alma, me mostrou que poderia desafiar a mim mesmo;
 Mostrou que eu não podia viver sem alma, sem amor e que de outro modo a vida poderia ser bem melhor, nos seus braços e nos seus beijos.
 Uma transformação suprema no sexo da alma, fazendo ser essa fusão de duas presenças;
 Por você sou esse sentimento;

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.