Translate

sábado, 8 de setembro de 2012

Consciência

 Sou a voz do silêncio e o silêncio da voz;
 Sou a força que exprime pelo desejo da alma, mas que não comprime pelo capricho do mundo;
 Sou a pena que dá força a águia e que junto dela voa a mais sublime das alturas;
 Sou a voz que apesar da violência do mundo grita soberbamente no silêncio da consciência dos imbecis e exprime a verdade.
 Sou eu e absoluto na minha integridade não me rendo ao mundo quando ele quer dizer que não sou nada e sou inconsequente em meus atos;
 Portanto, ao inferno, sabedoria maldita que se acompanha por um caráter escuro, não me rendo a sua sujeira, sou apenas eu, sem máscaras, sem nome e sem mente.
 Sou a consciência divina que não tem fronteiras e não usa as muletas das religiões estúpidas e seus diversos atravessadores perdidos em si mesmos.
 Sou a tomada cósmica do universo que está em você e peço que acorde e não seja um idiota em aceitar esse mundo como normal.
 Sou e podendo ser tenho a ecologia do universo pra superar uma sociedade doente, imbecil e inecológica, que insiste em dizer que sou menos e não posso nada.
 Então como um vulcão, explodo e deixo as lavas da minha ira lavar a incompetência de tantos que não sabem ouvir a voz do seu silêncio.
 Me entrego a você e nisso sou tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.