Translate

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O Encanto dos Orixás - belíssimo texto de Leonardo Boff



 Vi esse texto incrível de Leonardo Boff, mostrando o grande iniciado que é, disserta sobre a tradição afro-brasileira da Umbanda, e como tradição dinâmica mostra que a mesma está alinhada com as conjecturas desse Aeon de Aquário, ou como diriam amigos telemitas, alinhados com télema, vejam o texto:

Os Orixás, o Rompe Mato, o Sete Flechas, a Cachoeira, a Jurema e os Caboclos representam facetas arquetípicas da Divindade. Elas não multiplicam Deus num falso panteísmo mas concretizam, sob os mais diversos nomes o único e mesmo Deus.

Quando atinge grau elevado de complexidade, toda cultura encontra sua expressão artística, literária e espiritual.
Mas ao criar uma religião a partir de uma experiência profunda do mistério do mundo, ela alcança sua maturidade e aponta pra valores universais. É o que representa a Umbanda, religião, nascida das matrizes da mais genuína brasilidade, feita de europeus, africanos e indígenas.
O nome Umbanda é carregado de significação. É composto de OM (o som originário do universo nas tradições orientais) e de BANDHA (movimento incessante da força divina). Sincretiza de forma criativa elementos das várias tradições religiosas de nosso país, criando um sistema coerente.
Privilegia as tradições do Candomblé da Bahia por serem as mais populares e próximas aos seres humanos em suas necessidades. Mas nãs as cria como entidades, apenas como forças ou espíritos puros que através dos Guias espirituais se acercam das pessoas para ajudá-las.
Os Orixás, o Rompe Mato, o Sete Flechas, a Cachoeira, a Jurema e os Caboclos representam facetas arquetípicas da Divindade. Elas não multiplicam Deus num falso panteísmo mas concretizam, sob os mais diversos nomes o único e mesmo Deus.
Este, se sacramentaliza nos elementos da natureza com nas montanhas, nas cachoeiras, nas matas, no mar, no fogo e nas tempestades. Ao confrontar-se com estas realidades, o fiel entra em comunhão com Deus. A Umbanda é uma religião profundamente ecológica. Devolve ao ser humano o sentido da reverência face as energias cósmicas.
Renuncia aos sacrifícios de animais para restringir-se somente ás flores e á luz, realidades sutis e espirituais.
Há um diplomata brasileiro, Flávio Perri, que serviu em embaixadas importantes como Paris, Roma, Genebra e Nova York, que se deixou encantar pela religião da Umbanda. Com recusros das ciências comparadas das religiões e dos vários métodos hermenêuticos, elaborou perspicazes reflexões que levam exatamente este título: "O Encanto dos Orixás", desvendando- nos a riqueza espiritual da Umbanda. Permeia seu trabalho com poemas próprios de fina percepção espiritual. Ele se inscreve no gênero dos poetas místicos como: Alvaro Campos (Fernando Pessoa), Murilo Mendes, T.S. Elliot e o sufi Rumi. Mesmo sob o encanto, seu estilo é contido, sem qualquer exaltação, pois é esse rigor que a natureza dos espíritos exige.
Além disso, ajuda a desmontar preconceitos que cercam a Umbanda, por causa de suas origens nos pobres da cultura popular, espontaneamente sincréticos. Que eles tenham produzido significativa espiritualidade e criado uma religião cujos meios de expressão são puros e singelos revela quão profunda e rica é a cultura desses humilhados e ofendidos, nossos irmãos e irmãs. Como se dizia nos primórdios do Cristianismo que, em sua origem, também era uma religião de escravos e de marginalizados:

Os pobres são nossos mestres, os humildes, nossos doutores"
Talvez algum leitor estranhe que um teólogo como eu, diga tiudo isso que escrevi. Apenas respondo:
Um teólogo que não consegue ver Deus para além dos limites de sua religião ou igreja não é um bom teólogo. É antes um erudito de doutrinas. Perde a ocasião de se encontrar com Deus, que se comunica por outros caminhos e que fala por diferentes mensageiros, seus verdadeiros anjos. Deus desdobra de nossas cabeças e dogmas.

http://www.paimanec o.org.br/ noticias/ o-encanto- dos-orixas- belissimo- texto-de- leonardo- boff

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Giro do tarot no zodíaco em Fevereiro

 Olá meus caríssimos, mais um giro do Zodíaco.
 Arianos: O Imperador, pede postura, determinação e assumir a liderança das situações em que está envolvido e proteger pessoas, interesses e ideais. Seja prudente em comandar servindo e servir comandando, inspirando e estabelecendo realizações.
 Taurinos: A Estrela pede a essência interna no que faz, sendo isso o algo mais pra fazer a diferença e acreditar que algo pode ser realizado com o seu coração. Seja essa diferença! Faça acontecer o milagre de acreditar num sonho e correr atrás dele.
 Geminianos: A Morte é a mudança que se aceita e que liberta nossa alma de um ciclo desnecessário ou de hábitos desnecessários, reflitam e analisem o que deve ser inovado e façam isso com vontade. Tudo que se aceita com sabedoria, liberta mente, alma e espírito...
 Cancerianos: O que foi dito para os arianos, vale pra vocês, com a diferença de usar sua emoção e sensibilidade para poder ter uma visão real da situação, a inteligência emocional de vocês é o grande diferencial que permite agregar valores e integrar uma atitude determinada para agir, façam com o coração!
 Leoninos: O que foi dito para os arianos também vale para vocês, com o diferencial de usar o entusiasmo e a alegria para fazer as pessoas acreditarem que elas podem fazer e realizar. Usem o bom-senso para prevalecer a unidade da equipe e transformar sonhos individuais em sonhos de um grupo, mãos à obra e vamos acontecer!
 Virginianos: O Enforcado fala dessa situação parada em que estão, será que não é a hora de avaliar se o que estão fazendo é o correto? Há ecologia nas atitudes de vocês, ou estão seguindo um critério duvidoso?
O que vocês entregariam de bom grado para atingir um objetivo? Reflitam e se o sagrado estiver com vocês, esse é o momento de superação!
 Librianos: O Diabo mostra que é necessário se alinhar ao poder pessoal e ao poder de grupo da qual se está integrado, usem a atração para agregar coisas ecológicas à vida de vocês, sejam presentes numa realidade sem apegos e enxerguem o que há por trás de aparências...
 Escorpianos: A Temperança pede a alquimia pessoal de ponderar sentimentos e situações, para isso é necessário analisar e sentir a realidade com a poderosa intuição de vocês e criar um equilíbrio natural com o universo, tudo é questão de aceitação, adaptação e mutação... Reflitam!
 Sagitarianos: A Fortuna indica um bom momento para assuntos materiais e negócios, assim como aproveitar a oportunidade de sincronizar a vida de vocês num caminho de evolução. Observem os resultados das atitudes que tomam e ponderem sobre as possibilidades futuras, lembrem que benefícios, são sementes plantadas de uma escolha definida...
 Capricornianos: O que foi dito aos librianos vale pra vocês, o diferencial é usar a capacidade de articular o poder pessoal para ser a oportunidade e alcançar resultados tangíveis, usem a praticidade e relaxem com bom humor a partir de um impasse, sejam confiantes com o poder interno que possuem.
 Aquarianos: A Torre mostra que não adianta combinar incompatíveis e que toda situação inecológica chega ao fim, analisem o que precisa terminar na vida de vocês para que a energia flua livremente e crie situações autênticas baseadas na ecologia. Aceitar é o primeiro passo da mudança.
 Piscianos: O que foi dito aos sagitarianos vale pra vocês, o diferencial é usar a capacidade de sentir e sonhar para visualizar situações futuras de uma escolha e acreditar com firmeza na escolha de uma situação, pautada no bom-senso e reflexão. Sejam os sonhadores e construtores do futuro!